Detalhe Livro
Disponivel em -97 dias

O Poder da Intuição

Gerd Gigerenzer

Descrição

Gigerenzer fez uma profunda investigação sobre a intuição humana. especialmente no que diz respeito à atitude que tomamos quando estamos diante de um dilema. Diversos fatores (naturais e sociais) que influenciam o funcionamento mental foram explorados por meio de exemplos de casos reais e de analogias sobre o funcionamento da natureza (como as escolhas das formigas pelos caminhos mais apropriados pra construir o próprio habitat) para mostrar o que é a intuição: um pensamento rápido que chega instantaneamente à consciência. “A pessoa não costuma saber por que tem aquela sensação. mas a intuição é forte o suficiente para fazer um individuo agir quando a sente. Minha pesquisa indica que a intuição é baseada em regras simples de serem seguidas e não pode ser calculada.” O estudo que foi a principal inspiração para o best seller Blink. de Malcolm Gladwell. nos conduz passo a passo pela ciência das melhores decisões e ensina que o segredo não é absorver informações. mas descartá-las. descobrindo. intuitivamente. quais são desnecessárias. Gigerenzer mostra como temos aperfeiçoado nosso conhecimento cognitivo. emocional e social ao longo da história. Esse conhecimento consiste em métodos empíricos que. livres da rigidez dos dogmas da lógica. têm se desenvolvido de acordo com a evolução humana. A inteligência social. por exemplo. remete a poderosas experiências. como confiança. decepção. identificação. interpretação. desejos e cooperação. Transformações políticas e sociais. positivas ou não. frequentemente se originam desses fatores. e não de pensamentos lógicos. Um indivíduo que busca tomar a melhor decisão e comete um erro sob a perspectiva racional pode demonstrar uma elevada inteligência cognitiva.

Condição Novo
ISBN 9788576841401
Best Seller
 
 

 
 
2000 caracteres restantes

As pessoas com frequência, mas não todas as vezes, baseiam suas decisões intuitivas numa única boa razão. O livro é repleto de exemplos de situações nas quais as pessoas agem acreditando que estão sendo racionais, mas estão tomando decisões com base na intuição e depois tentam justifica-las utilizando a razão. O capítulo que mais gostei foi o 10, que trata do comportamento moral. O autor conclui assim: "Se o âmbito moral tiver suas raízes na família ou na comunidade, então as questões que dizem respeito à hierarquia, ao grupo ou àquilo que é puro não estarão à venda."

Ismael P. Santos | 11 05 2018 03:46
 

Gigerenzer fez uma profunda investigação sobre a intuição humana. especialmente no que diz respeito à atitude que tomamos quando estamos diante de um dilema. Diversos fatores (naturais e sociais) que influenciam o funcionamento mental foram explorados por meio de exemplos de casos reais e de analogias sobre o funcionamento da natureza (como as escolhas das formigas pelos caminhos mais apropriados pra construir o próprio habitat) para mostrar o que é a intuição: um pensamento rápido que chega instantaneamente à consciência. “A pessoa não costuma saber por que tem aquela sensação. mas a intuição é forte o suficiente para fazer um individuo agir quando a sente. Minha pesquisa indica que a intuição é baseada em regras simples de serem seguidas e não pode ser calculada.” O estudo que foi a principal inspiração para o best seller Blink. de Malcolm Gladwell. nos conduz passo a passo pela ciência das melhores decisões e ensina que o segredo não é absorver informações. mas descartá-las. descobrindo. intuitivamente. quais são desnecessárias. Gigerenzer mostra como temos aperfeiçoado nosso conhecimento cognitivo. emocional e social ao longo da história. Esse conhecimento consiste em métodos empíricos que. livres da rigidez dos dogmas da lógica. têm se desenvolvido de acordo com a evolução humana. A inteligência social. por exemplo. remete a poderosas experiências. como confiança. decepção. identificação. interpretação. desejos e cooperação. Transformações políticas e sociais. positivas ou não. frequentemente se originam desses fatores. e não de pensamentos lógicos. Um indivíduo que busca tomar a melhor decisão e comete um erro sob a perspectiva racional pode demonstrar uma elevada inteligência cognitiva.

16/01/2018