Detalhe Livro
Disponível

Subliminar: Como o inconsciente influencia nossas vidas

Leonard Mlodinow

Descrição

Best-seller internacional Você acha que sabe como e por que faz suas escolhas? Suas preferências políticas, a gorjeta que dá ao garçom, aquele colega de trabalho com uma cara tão amigável de quem você desconfia e até a pessoa com quem você se casa não são opções tão objetivas assim. Leonard Mlodinow, autor do best-seller O andar do bêbado, investiga, de forma divertida e brilhante, como o inconsciente modela nosso comportamento e determina nossas decisões e juízos sobre o mundo, as pessoas, as coisas. Um livro que vai mudar a sua vida. "Mlodinow é sempre feliz em seu esforço de tornar a ciência acessível e divertida." Stephen Hawking "Um dos dez livros do ano." NewScientist.com "Mlodinow mostra como a ideia de inconsciente tornou-se novamente respeitável. ... Fascinante." The Economist "Esse livro muito esclarecedor encanta o leitor ao estudar o funcionamento da mente humana." Booklist "Divertidamente acessível, embora intelectualmente rigoroso, este livro transcende os limites tradicionais entre neurociência, psicologia e filosofia, descortinando a mente subliminar. Mlodinow oferece novos insights sobre o que o inconsciente pode fazer e faz para influenciar nossa vida." V.S. Ramachandran, Professor do Departamento de Psicologia e Neurociência da Universidade da Califórnia

Condição Novo
ISBN 9788537809594
Zahar
 
 

 
 
2000 caracteres restantes

Se você acha que a decisão de se casar teve como fundamento o amor, é provável que pense melhor antes de responder depois de ler este livro. Por trás do pensamento consciente, age uma parte desconhecida de sua mente. Esta parte desconhecida influencia na escolha do parceiro, na compra de um vinho e até de um par de meias. As experiências relatadas no livro são fenomenais. A que mais me chamou a atenção foi a experiência que fizeram com a Coca-Cola e a Pepsi: dois grupos foram formados, sendo um totalmente são e outro com uma lesão numa região do cérebro que afeta a nossa opinião com base nas marcas. Ambos os grupos provaram as bebidas sem rótulo e classificaram a Pepsi como mais saborosa. Quando revelado que elegeram a Pepsi, o grupo são mudou de ideia. Já o grupo que tinha a lesão manteve a escolha.

Ismael Pereira | 11 06 2015 12:28

Ismael,boa tarde, caso esteja disponivel tenho interesse no livro. Grata

regianeabc | 12 02 2015 02:15

Olá Regiane! Ele foi emprestado ontem, mas estará disponível em até 30 dias.

Ismael Pereira | 12 02 2015 05:35


Ismael, estou começando a usar aqui hoje, acabei pedindo o livro, mas não teno interesse, já que possuo o mesmo. Era mesmo para saber como mexer. Obrigada!

Karuline Malafaia | 06 02 2015 02:45

Tudo bem. Vou recusar o pedido.

Ismael Pereira | 06 02 2015 04:23

 

Best-seller internacional Você acha que sabe como e por que faz suas escolhas? Suas preferências políticas, a gorjeta que dá ao garçom, aquele colega de trabalho com uma cara tão amigável de quem você desconfia e até a pessoa com quem você se casa não são opções tão objetivas assim. Leonard Mlodinow, autor do best-seller O andar do bêbado, investiga, de forma divertida e brilhante, como o inconsciente modela nosso comportamento e determina nossas decisões e juízos sobre o mundo, as pessoas, as coisas. Um livro que vai mudar a sua vida. "Mlodinow é sempre feliz em seu esforço de tornar a ciência acessível e divertida." Stephen Hawking "Um dos dez livros do ano." NewScientist.com "Mlodinow mostra como a ideia de inconsciente tornou-se novamente respeitável. ... Fascinante." The Economist "Esse livro muito esclarecedor encanta o leitor ao estudar o funcionamento da mente humana." Booklist "Divertidamente acessível, embora intelectualmente rigoroso, este livro transcende os limites tradicionais entre neurociência, psicologia e filosofia, descortinando a mente subliminar. Mlodinow oferece novos insights sobre o que o inconsciente pode fazer e faz para influenciar nossa vida." V.S. Ramachandran, Professor do Departamento de Psicologia e Neurociência da Universidade da Califórnia

22/01/2019

Gostei

16/03/2015

Gostei da parte em que fala a respeito do quanto inventamos nossas próprias memórias, pois o cérebro não registra detalhes dos acontecimentos... desconfie de tudo o que você lembra de cabeça detalhadamente!

13/04/2015